PERMANEÇAM NO QUE VOCÊS OUVIRAM

Por Edson Mesquita

 

“Quanto a vocês, cuidem para que aquilo que ouviram desde o princípio permaneça em vocês. Se o que ouviram desde o princípio permanecer em vocês, vocês também permanecerão no Filho e no Pai. E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. Escrevo-lhes estas coisas a respeito daqueles que os querem enganar” (I João 2:24-26).

O maior desafio de todo cristão não é começar, mas permanecer no caminho do evangelho. João nos dá um alerta: “… Cuidem…”.  Por que? Porque o cristão é sempre tentado a desistir pelos mais variados motivos e se desviar da proposta original em Cristo.

A instabilidade e a inconstância são próprias da nossa natureza humana e decaída; no entanto, essas duas deficiências de caráter estão ainda muito mais intensas na alma da sociedade pós-moderna. Começar e terminar um projeto, permanecer num propósito até que ele seja concluído, pagar o preço até ver um sonho realizado, é cada vez mais raro. Tudo hoje muda muito rápido; o que eu quero hoje já não quero mais amanhã!

Não teria essa palavra de alerta muito maior peso aos cristãos dos dias atuais? Por que tantos começam e depois desistem? A trajetória de Jesus é a mesma nossa. Ele foi tentado no deserto logo após o batismo. Satanás tentou fazê-Lo desistir da Sua missão, mas Ele o venceu permanecendo na verdade das escrituras. Da mesma forma, para nós o batismo é apenas o início da caminhada.

Um dos mitos entre os cristãos é o de pensar que conversão é um evento. Conversão não é um evento, mas uma caminhada! Só os que perseveram nela até o fim é que têm a promessa da vida eterna. Jesus disse: “Mas aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mateus 24:13). Portanto, não se trata de perseverar por trinta anos, quarenta ou cinquenta, mas até o fim! O que conta, não é tentar fazer funcionar tudo “redondinho”, mas perseverar em caminhar na direção de ser cada vez mais semelhante a Cristo.

Todo cristão, depois de dar o passo inicial para seguir Jesus, vai passar pelas mesmas tentações que Ele passou. É o deserto, a zona intermediária entre o nascimento e a maturidade. Ele vai encontrar muitos empecilhos, como decepções, traições, atração pelas coisas do mundo, frieza espiritual, engano doutrinário, etc. Mas o fim de tudo não é o deserto, é Cristo, e o Seu pleno propósito em nós! João deixa claro que a promessa da vida eterna é para aqueles que permanecem naquilo que ouviram desde o princípio!

A verdade é a cruz, a renúncia consciente da vontade da carne, o Reino de Deus em nós. Toda proposta de um caminho mais fácil é ilusão. Só Jesus é o Caminho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s