NÃO SEJA ENVERGONHADO!

Por Edson Mesquita

 

“Filhinhos, agora permaneçam nele para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança e não sejamos envergonhados diante dele na sua vinda. Se vocês sabem que ele é justo, saibam também que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele” (I João 2:28-29).

Permanecer em Cristo é a condição para nos encontrarmos com Ele na Sua segunda vinda. Nada mais lógico! Como uma noiva estará ansiosa para receber seu noivo se seu coração não estiver nele? Não bastam palavras de entrega emocionadas e então passar a “frequentar” uma igreja, é preciso ser nascido de Deus!

Quem é nascido de Deus permanece nEle. E permanecer nEle é praticar a justiça. A prática da justiça é a manifestação da essência de Deus. O que determina se alguém é filho de Deus não é o estudo da Bíblia, a frequência aos cultos, seminários e programações da igreja. Tudo isso tem o seu valor e lugar como consequência de ser filho, mas a marca de quem é nascido de Deus é a prática da justiça. Jesus ensinava as escrituras, mas Seu foco estava em fazer e ensinar a fazer a vontade do Pai. Ele mesmo nos mandou fazer discípulos ensinando-os a obedecer (Mateus 28:19-20). Ensinar a obedecer não é transmitir conceitos e conhecimento, mas é incentivar, estimular, mobilizar à prática da palavra.

No dia em que Jesus voltar os que estiverem praticando a justiça não serão envergonhados. O que isso significa? A Bíblia diz o que vai acontecer no dia do casamento do Cordeiro (Jesus) e a Sua noiva (Igreja): “Pois chegou a hora do casamento do Cordeiro, e a sua noiva já se aprontou. Para vestir-se, foi-lhe dado linho fino, brilhante  puro. O linho fino são os atos justos dos santos” (Apocalipse 19:7-8). Quem não tiver essas vestes (atos de justiça) será envergonhado, e não poderá participar do casamento!

Estar preparado para a volta de Jesus é ser encontrado praticando atos de justiça. Isso é permanecer nEle! Ser justo não é apenas ser honesto, correto, gentil e bem educado, mas é se doar em favor do próximo; é ser obediente, generoso, repartir o tempo, dons, talentos, bens, dinheiro e abençoar o pobre, a viúva, o órfão, o estrangeiro,… enfim, suprir o necessitado de espírito, alma e corpo!

Esteja preparado. Não seja envergonhado. Permaneça nEle, na prática da Justiça. Não arrefeça; não desista; prossiga. Não espere recompensa. O que você recebeu de graça, dê de graça. A recompensa será o casamento com o Noivo, Jesus!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s