QUEM É FILHO TEM DISCERNIMENTO

Por Edson Mesquita

“Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: sermos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece porque não o conheceu. Amados, agora somos filhos de Deus e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é. Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro” (I João 3:1-3).

A maior expressão do amor de Deus foi ter-nos feito filhos dEle! É um privilégio inestimável, porque nem todos são. Existe uma distinção clara entre os que são filhos de Deus e os que não são. Os filhos de Deus têm um pensamento oposto aos sistema de valores do mundo, pois o Pai é inimigo do mundo (enquanto sistema, não das pessoas) – “Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus” (Tiago 4:4).

Por isso, quem não conhece o Pai também não conhece os filhos desse Pai! Os cristãos quase sempre são mal interpretados. Paulo afirma: “Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las porque elas são discernidas espiritualmente. Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido…” (I Coríntios 2:14-15).

Os filhos de Deus têm o entendimento, discernem todas as coisas. Exatamente por isso não condenam os que não são filhos, e não exigem destes atitudes de filhos, pois sabem que o pensamento deles está amoldado ao padrão deste mundo. Jesus disse: “… Deus enviou seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele” (João 3:17). Quem está no time dos que salvam não pode estar ao mesmo tempo no time dos que condenam!

O filho de Deus sabe que sua guerra não é contra as pessoas, por isso é equilibrado emocionalmente e sábio em suas palavras nos embates com aqueles que ainda não são espirituais. Jesus disse para a mulher adúltera: “E eu não te condeno”. Não compete aos filhos de Deus impor ao mundo seus padrões de pensamento. A mensagem do evangelho é por si só poderosa e atraente para converter corações e transformar vidas!

Isso não quer dizer que os filhos de Deus vão se conformar ou concordar com as ideias dos que não são filhos. Pelo contrário, vão se purificar cada vez mais, pois um dia se encontrarão com Jesus e se tornarão semelhantes a Ele – “Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro” (v 3).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s