COOPERE EM FAVOR DA VERDADE

Por Edson Mesquita

 

“Amado, você é fiel no que está fazendo pelos irmãos, apesar de lhe serem desconhecidos. Eles falaram à igreja a respeito deste seu amor. Você fará bem se os encaminhar em sua viagem de modo agradável a Deus, pois foi por causa do Nome que eles saíram, sem receber ajuda alguma dos gentios. É, pois, nosso dever receber com hospitalidade irmãos como esses, para que nos tornemos cooperadores em favor da verdade” (III João 1:5-8).  

Gaio, a quem João estava endereçando a carta, era hospitaleiro. Ele recebia os missionários que pregavam a palavra da verdade. João o elogia na intenção de incentivá-lo a continuar fazendo isso, pois em muitos lugares os falsos mestres eram bem recebidos, enquanto os verdadeiros rejeitados. O amor com que ele tratava esses mestres itinerantes era notório e comentado entre as igrejas (v. 6). 

Também hoje acontece que falsos mestres são recebidos, reconhecidos e ovacionados, enquanto os verdadeiros são desprezados. Vivemos dias de uma arrogância assustadora. Pessoas que se dizem cristãs julgam-se “sabe-tudo” espirituais – não têm nada para aprender, só para ensinar. Servem-se do “buffet” disponível na internet, escolhem aquilo que gostam e tiram as próprias conclusões. Depois saem por aí arrotando: “não sigo a homens, só Jesus”; “não sigo sistemas, sou livre em Cristo”… 

Jesus contou a parábola do Rico e o Lázaro. Quando o rico estava no inferno sendo atormentado, pediu ao Pai Abraão que mandasse Lázaro à casa do pai dele para avisar seus cinco irmãos, a fim de que não fossem também para aquele lugar de tormento. A resposta foi: “Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam” (Lucas 16:19-31). Sim, devemos dar ouvidos aos que pregam a verdade, a sã doutrina!

Certa vez Jesus quis curar um cego de nascença (João 9:1-7). Cuspiu no chão, misturou terra com saliva e aplicou aos olhos do homem. Depois mandou que se lavasse no tanque de Siloé (que significa “enviado”). O cego obedeceu, e voltou enxergando.

A cura não aconteceu porque o cego recebeu saliva de Jesus nos olhos, e sim porque ele lavou seus olhos! Muitos permanecem na cegueira porque são orgulhosos, não querem ir ao tanque de Siloé, não dão ouvidos ao “enviado”. Ir até o enviado de Deus exige atitude e humildade. Quando o fazemos, a graça entra em operação e nossos olhos espirituais são abertos. A água é a Palavra, Jesus, mas Ele fala através do “enviado”. Nunca o desonre ou despreze. Coopere em favor da verdade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s